domingo, 11 de Abril de 2010

Capar Tomates

Como os meus tomateiros ainda se encontram bem pequenos, apesar de os ter semeado em Fevereiro e inicio de Março (com um mês de Março mais frio e chuvoso das ultimas décadas…), e como neste estado não tem ladrões, e assim não posso mostrar imagens, deixo, então, aqui anexado, um link do que de facto é um galho ladrão.
Depois quando os meus forem maiorezitos, os tomateiros, eu colocarei imagens minhas dos tais ladrões.
Os “dito-cujos” são retirados do tomateiro com a finalidade de “aliviar”, ou seja, os tais galhos ladrões só “servem” para roubar força ao pé de tomate.
Também convêm cortar a “cabeça” do tomateiro quando este se multiplica. Eu explico melhor: O tomateiro, por vezes, tem tendência a ganhar duas “cabeças” (ou guias, etc), que fará por ser um tomateiro bifurcado; ora, é de bom senso cortar uma dessas guias, deixando só uma a crescer. O porquê desta acção de cortar uma guia é a seguinte: Com as tais duas guias, o tomateiro dará mais tomates que se tiver só uma guia, mas esses tomates serão muito bem mais pequeninos (eu direi que são menos de metade do tamanho normal)! Além disso, demoram muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito tempo para amadurecer; talvez, até, seja melhor esperar sentado enquanto amadurecem…
Vamos lá então ver as imagens de um galho ladrão - Aqui.
( A contar de cima para baixo, ver a sétima imagem do site. É a imagem mais explicita sobre um galho ladrão. O galho ladrão é “aquele” que nasce por cima de um ramo do tomateiro - um “braço” -.  Se repararem nos dois ramos mais acima, um à direita e o mais alto à esquerda, dá para ver que cada ramo também “herdou” um ladrão – “devem ser políticos”…
Logo após a imagem encontra-se um vídeo bem elucidativo de como capar!

Sem comentários: